The Babbel Blog

language learning in the digital age

Criando filhos bilíngues

Posted on August 26, 2015 by

bilíngue

Eu me chamo Mara, sou italiana e assim como muitas pessoas que trabalham na Babbel, (ou vivem em Berlim em geral), tenho um filho com uma pessoa de outro país, neste caso, com um alemão. O que eu posso fazer para meu filho aprender bem o italiano? Que recursos estão disponíveis? Aqui, vocês saberão o que eu descobri.

(more…)

Retratos: Martin – de moto pelo mundo

Posted on August 19, 2015 by

retratos

A série retratos dos usuários da Babbel traz pequenas passagens das vidas de nossos usuários e suas razões para aprenderem um novo idioma. Se você quiser compartilhar sua história conosco, escreva-nos um comentário. Nesta edição, apresentamos o Martin Leonhardt. Esse fotógrafo de 36 anos é da Francônia, na Alemanha, e há mais de dois anos se aventura de moto pelo mundo. No momento, ele viaja com sua moto pelo Norte do Brasil, mais precisamente, pelo Amazonas. Suas experiências, impressões e fotos ficam registradas em seu blog Freiheitenwelt.de. Aqui em nosso blog, ele nos conta sobre seus próximos projetos, o que ele mais ama em suas viagens e porque ele acha que aprender outros idiomas é tão importante.

 

(more…)

Aprender idiomas como uma criança?

Posted on August 12, 2015 by

aprender como uma criança

Aprender um novo idioma exige tempo, uma boa dose de dedicação, frequentemente dinheiro e às vezes, muita paciência. Bom mesmo seria aprender como uma criança, quase que por acaso, sem muito esforço – “intuitivamente” seria a palavra encantada. Mas será realmente possível aprender um idioma a partir de uma determinada idade da mesma forma que aprendemos a falar nosso próprio idioma? E será que isso vale a pena? Vamos ver como crianças adquirem sua língua materna e como nós aprendemos outros idiomas em idades mais avançadas. Na linguagem usada por pesquisadores, a língua materna costuma ser chamada de  “primeira língua”. Qualquer língua aprendida depois dela é chamada de “segunda língua” ou “língua estrangeira”, dependendo de como ela é aprendida.

 

(more…)

Nova Iorque, Havaí e São Francisco – uma viagem pelos EUA com o curso da Babbel Turismo nos Estados Unidos

Posted on August 7, 2015 by

Curso Turismo nos Estados Unidos

Você nunca esteve em Nova Iorque? Então, está na hora! Com o curso Turismo nos Estados Unidos, você pode fazer um pequeno tour pela grande metrópole do litoral leste americano sem sair de casa. Nessa viagem, você conhece os pontos turísticos locais, assim como palavras e frases que podem ser úteis na “Big Apple”. Por exemplo: “How many stories does the Empire State Building have?” (Quantos andares possui o Empire State Building?) ou “I want to go jogging in Central Park!” (Eu quero ir correr no Central Park!).

(more…)

Retrato: James & Anna-Louisa – uma história de amor anglo-sueca

Posted on July 22, 2015 by

user portrait

 

Esse retrato de usuário da Babbel é uma cortesia de James Nash, um jovem de 20 anos de Portsmouth, Inglaterra. Aqui, ele nos conta sobre seu romance anglo-sueco com a estudante Anna-Louisa, que ele conheceu durante o programa de intercâmbio Erasmus.

 

(more…)

“Hallo” em vez de “Oi” – Como fazer com que as pessoas não respondam sempre em português ou em inglês

Posted on July 9, 2015 by

responder

Christine Konstantinidis é alemã, professora de idiomas, blogueira e autora do livro recém-publicado “Sprachen Lernen – Tolle Tipps und Tricks” (Aprender Idiomas – Ótimos Truques e Dicas). Seu lema para ensinar e aprender é o entusiasmo e a paixão pelo idioma em si – para que os que aprendem permaneçam motivados e alcancem seus objetivos de forma segura e prazerosa. Esse também é o objetivo de seu blog “Sprachenlernen leicht gemacht” (Aprender idiomas com facilidade) www.chkonstantinidis.wordpress.com!

(more…)

Retratos: Eckart & Vincenzo – Uma história de amor ítalo-germânica

Posted on June 30, 2015 by

Retratos

A série retratos dos usuários da Babbel traz pequenas passagens das vidas dos nossos usuários e suas razões para aprenderem um novo idioma. Se você quiser dividir sua história conosco, escreva-nos um comentário. Nesta edição, apresentaremos a história de amor ítalo-germânica de Eckart e Vincenzo.

(more…)

Retrato: Gianni Guaita, 100 anos em novembro – recordações do passado e a experiência com a Babbel

Posted on June 4, 2015 by

Retrato

A série retratos dos usuários da Babbel traz pequenas passagens das vidas dos nossos usuários e suas razões para aprender um novo idioma. Se você quiser dividir sua história conosco, escreva-nos um comentário. Nesta edição, vamos apresentar um usuário muito especial: Gianni, de Florença. Este escritor de quase 100 anos de idade tem uma história familiar bastante curiosa e faz uma reclamação: as lições da Babbel são muito longas!  

(more…)

Retrato: Lenel aprende três línguas com a Babbel

Posted on May 26, 2015 by

Retrato

A série retratos dos usuários da Babbel traz pequenas passagens das vidas dos nossos usuários e suas razões para aprender um novo idioma. Se você quiser dividir sua história conosco, escreva-nos um comentário.

Este mês, vamos apresentar o Lenel que vive em Galway, na Irlanda, mas em realidade é das Filipinas. Além de trabalhar em um restaurante de fast-food, este jovem de 24 anos também é um blogueiro. Através do site bucketlist250.com, ele criou uma lista de coisas a serem feitas denominada “bucket list”. O termo provém da expressão inglesa “to kick the bucket”, que significa “morrer”. Trata-se, portanto, de uma lista de coisas a serem feitas antes de morrer. Há mais de um ano, Lenel traçou um novo desafio: aprender espanhol, italiano e francês. Ele decidiu alcançar seu objetivo com a Babbel e relatou a experiência em seu blog. Nesta edição de retratos, ele nos revela mais detalhes sobre a ideia de uma “bucket list” e as razões para traçar a aprendizagem desses idiomas como uma das metas de sua vida.

“Só se vive uma vez, mas se você o faz bem, uma vez é suficiente”, diz Mae West. Este ditado me serviu de inspiração para criar uma lista de desafios que quero cumprir durante minha vida. Quero aproveitar ao máximo cada momento de minha existência e, no fim, poder dizer que aproveitei minha chance e realizei meus sonhos. Todos queremos experimentar os momentos emocionantes que a vida nos oferece apesar das ocupações habituais e da necessidade de nos concentrarmos em objetivos de nosso dia a dia. Desde visitar outro país até provar uma comida diferente ou tentar praticar um esporte novo, os pontos desta ‘bucket list’ me ajudam a concentrar meu foco naquelas experiências emocionantes que desejo realizar na minha vida.

Aprender coisas novas é realmente importante para mim. Eu aprendi a trocar um pneu furado, e isso por si só já foi emocionante. Mas, o meu projeto mais desafiador é aprender francês, espanhol e italiano ao mesmo tempo. Eu sei que é uma tarefa difícil e que levará anos até eu conseguir falar os três idiomas com fluência, mas isso é extraordinariamente empolgante e eu estou muito decidido a alcançar meu objetivo. Eu acredito que aprender idiomas é a melhor maneira de descobrir e compreender outras culturas. Quanto mais eu aprendo esses idiomas, mais eu sinto que minhas perspectivas se ampliam.

A Irlanda é um país diversificado. Aqui, pessoas de diferentes partes do mundo são bem-vindas e o inglês não é único idioma que ouço diariamente, principalmente por trabalhar em um restaurante de fast-food, onde todo dia interajo com centenas de clientes. Ouvir todos estes idiomas despertou minha curiosidade e a vontade de aprendê-los. Eu queria ser capaz de falar com pessoas desconhecidas em seu próprio idioma, e poder entendê-las melhor.

É difícil apontar uma única razão para querer aprender justamente estes três idiomas. Além de serem idiomas muito falados, creio que esses idiomas em particular melhoram minhas chances de conseguir um emprego. Minha maior motivação, entretanto, é a vontade de viajar pelo mundo e me comunicar com as pessoas que eu conhecer pelo caminho. Além disso, eu acho que cada um desses idiomas tem seu próprio encanto. O francês é a mais sofisticada das línguas românicas – eu gosto dessa harmonia e dessa certa suavidade do francês. Já o italiano é famoso por sua expressividade e eu sou fascinado pelos gestos que acompanham essa língua.

Com o espanhol é um pouco diferente. Eu sou das Filipinas e por razões históricas, há um grande número de palavras espanholas em nosso idioma. Como eu fui exposto a essas palavras desde pequeno, acho um pouco mais fácil aprender a pronúncia do espanhol do que a dos outros idiomas. Mas isso não é o que mais me incentiva – Eu realmente sou apaixonado por viagens e eu quero explorar as culturas ricas que os países hispânicos têm a oferecer.

Essas razões juntas me dão motivação para aprender esses três idiomas. E eu estou progredindo: eu já terminei o curso para iniciantes de cada uma. Eu tento estudar com a Babbel quase todos os dias, mesmo que seja só por alguns minutos durante a minha pausa. Eu acho que isso é suficiente para que eu me mantenhadeterminado e continue avançando. Eu defino metas e prazos e tenho como objetivo terminar um curso completo de cada idioma por semana. Então, eu faço uma pausa para revisar e fixar o que aprendi.

Isso tudo pode parecer complicado, mas também é muito gratificante. Eu acho que  aprender um novo idioma é algo que deveria estar na ‘bucket list’ de todo mundo. Federico Fellini sabiamente disse: “a different language is a different vision of life”.

Aprendendo uma língua por amor: sua língua é sexy ou não?

Posted on May 12, 2015 by

LoveSurvey_Image_1200x600

Nelson Mandela não poderia ter dito melhor:

Se você falar com um homem numa língua que ele entende, a mensagem entra em sua cabeça. Se você falar com ele em sua própria língua, a mensagem entra em seu coração.

Provavelmente, ele se referia a coisas maiores que romances de férias, mas bom conselho é bom conselho.

(more…)