The Babbel Blog

All posts by Megan Toon

Profissionais mulheres da Babbel discutem questões de gênero

Posted on março 7, 2018 by


 
A tempo do Dia Internacional da Mulher (8 de março), a inglesa Megan Toon, profissional  da equipe de Relações Públicas da Babbel, ouviu algumas colegas de trabalhopara entender como as mulheres que trabalham na Babbel se engajam com gênero, linguagem e tecnologia.
 
(mais…)

Tiques de linguagem e interjeições: Andando sobre pedras rumo à fluência

Posted on dezembro 8, 2017 by

No texto a seguir, Megan analisa algumas das dificuldades no aprendizado dos tiques de linguagem e das interjeições de vários idiomas e explica por que a imersão em diálogos reais é essencial quando pretendemos dominar uma língua.

Réfugiés
Apesar de serem cruciais para qualquer idioma, os tiques de linguagem e as interjeições costumam ser deixados de lado quando estamos aprendendo uma nova língua. Saber o momento certo de utilizar um “hmmm…”, um “ops” ou um “oba” — cada qual com suas diversas nuances de significado — faz com que você deixe de parecer um turista confuso e passe a ser visto como um falante esperto.
Mas como é que a gente aprende esses tiques de linguagem e interjeições? Simples: conversando com falantes nativos! Quando passamos a manter diálogos reais, entramos em contato com elementos pragmáticos naturais de uma língua que não aparecem em materiais didáticos tradicionais. Entre esses elementos estão os coloquialismos, as piadas e as entonações enfáticas existentes em qualquer idioma.
(mais…)

Fantasmas ao redor do mundo: Como diferentes culturas celebram seus mortos

Posted on outubro 26, 2017 by

Este ano, Megan Toon passou a fazer parte da equipe de Relações Públicas da Babbel. No texto a seguir, além de revisitar algumas tradições do Halloween de sua infância no condado rural de Somerset, na Inglaterra, Megan apresenta curiosidades que aprendeu com seus colegas de trabalho da Babbel.
 

“Sem serem vistas, sombras de mil anos voltam a se levantar. Vozes e sussurros nas árvores: é noite de Halloween.”

Dexter Kozen, tradução livre

 

 
Fantasmas e bruxas, morcegos e gatos pretos, travessuras, guloseimas e abóboras: está aberta a temporada do Halloween. Essa famosa celebração dos mortos tem origem no antigo festival celta Samhain, realizado provavelmente entre 3350 e 2800 a.C. Ao longo de milhares de anos, por acreditarem que as almas das pessoas já falecidas retornavam à Terra na noite de 31 de outubro, os celtas se reuniam para acender fogueiras, realizar rituais e se divertir com a esperança de apaziguar espíritos malignos e obter proteção para suas famílias durante o inverno vindouro.
 
(mais…)