The Babbel Blog

language learning in the digital age

Como criar um novo hábito de aprendizado

Posted on August 29, 2014 by

hábito de aprendizado

Saber como criar um novo hábito de aprendizado é crucial para os seus objetivos de longo prazo. Esta é a razão pela qual, nos últimos meses, temos investigado formas de hábito. Como podemos ajudar pessoas a adquirir hábitos que a mantenham motivadas no aprendizado regular de um idioma?

Nós todos sabemos que uma parte importante do aprendizado é a repetição e a regularidade. E apesar disso parecer meio chato, não há como ignorar esse fato.

Um comentário frequente dos nossos usuários é “Eu não consigo encontrar tempo para aprender com regularidade.” Você já ouviu algo parecido? Quantas vezes, você chegou ao fim de um dia estressante e não conseguiu encontrar, nem mesmo, aqueles dez minutinhos que você havia prometido a você mesmo?

Enquanto considerarmos tempo como um problema para criar novos hábitos, acreditaremos que o verdadeiro desafio é outro.

Acontece que há uma maneira de criar uma nova rotina em nossas vidas. Basta seguir algumas medidas simples. Tudo começa com a escolha de um novo comportamento diário que, ao contrário do que se acredita, não precisa ser adotado em um horário específico. Ele deve, sim, ser incorporado ao dia a dia de forma natural.

Veja aqui como você pode criar um novo hábito de aprendizado em apenas 3 passos.

1. Utilize uma âncora ou lembrete – um hábito que você já tem

O principal ingrediente para que possamos criar um novo hábito não é o tempo, mas algo que está ancorado, ligado a nossa vida real, aos nossos hábitos diários.

O que queremos dizer com vida real, hábitos diários?

Estamos nos referindo a coisas que você faz todos os dias sem pestanejar, sem pensar, pois elas se tornaram – ao longo do tempo – parte dos seus hábitos diários, parte da sua natureza. Pense em coisas como fazer o café todas as manhãs ou escovar os dentes todas as noites.

Todos nós temos hábitos comuns que fazemos todos os dias e que, frequentemente, dependem da situação em que nos encontramos: durante a semana de trabalho, durante as férias ou nos fins de semana. O mais legal de tudo isso é que esses hábitos são como lembretes diários que podemos usar para engatilhar o aprendizado de um novo hábito.

Aqui há algumas dicas que podem ajudá-lo a aproveitar uma dessas âncoras ou lembretes:

Precisa ser um hábito diário natural, ou seja, algo que você sempre faz.

Precisa ser algo que aconteça sempre. Algo incerto (“que faço quando estou com vontade”) não funciona.

Precisa corresponder à frequência que você quer que o seu novo comportamento seja realizado. Se você quer que o seu novo comportamento ocorra uma vez ao dia, escolha algo que você faz somente uma vez por dia (por exemplo, “antes de ir para cama, eu ligo o meu o despertador…”)

Precisa estar relacionado ao seu novo comportamento, quanto a tema e local. Por exemplo, “depois de eu deixar as crianças na escola” pode não ser uma boa âncora, para se habituar a fazer 10 flexões por dia, pois pode haver um intervalo de tempo entre os dois hábitos.

A âncora é algo muito pessoal: você precisa decidir qual é a melhor âncora para você de acordo com as suas circunstâncias pessoais e o seu estilo de vida.

2. Crie uma fórmula

Essa ideia é incrivelmente simples e funciona. Você precisa somente criar uma espécie de ‘fórmula’ que você utilizará todos os dias.

Uma fórmula pode ter vários fatores:

Depois de (hábito da vida real), eu irei (novo hábito que você quer aprender).

Assim, vamos utilizar um exemplo qualquer – você quer se habituar a aprender um idioma com a Babbel dez minutos todos os dias. Neste caso, um pequeno passo seria visitar o site da Babbel, nem mais, nem menos. Sua primeira fórmula pode ser assim:

Depois que eu tomar o meu café da manhã, eu vou para a página da Babbel.

ou então assim:

Depois de escovar os meus dentes todas as noites, eu vou para a página da Babbel.

Nesse momento, você deve estar pensando “Sério? Simplesmente visitar o site já é o suficiente? Como isso vai me ajudar?”

Bem, a simplicidade do comportamento é, na verdade, fundamental para a criação do seu novo hábito. Quando o psicólogo de Stanford BJ Fogg queria treinar a si mesmo para usar fio dental, ele começou passando fio dental em somente um dente.

A sua prioridade, neste ponto, não é definir uma tarefa diária trabalhosa e desafiadora (como completar um lição inteira), mas encontrar uma âncora que realmente funcione com uma espécie de gatilho para você. Uma vez que você se acostumou a fazer isso, você pode começar a aumentar o desafio.

A chave para a fórmula dar certo é encontrar uma âncora viável onde você poderá encorporar o seu novo comportamento. Testar e adaptar sua fórmula é parte do processo de aprendizado!

3. Aumente seu rendimento

Se você encontrou uma fórmula que funcione, você já fez a parte mais difícil. Isto porque, como já dissemos, a maior dificuldade não é encontrar tempo mas aprender um novo comportamento que se torne parte dos seus hábitos naturais, algo que não precise ser lembrado para ser feito, mais do que isso, é fazer com que isso simplesmente aconteça sem que você precise pensar muito.

Stephen King escreve algumas páginas antes do café da manhã (um gatilho excelente). Depois que você criou o hábito, você terá dificuldade para interrompê-lo, como qualquer outro hábito.

Assim, voltemos ao nosso exemplo. Depois de você desencadear o comportamento de “visitar a página da Babbel”, você poderá ampliá-lo com “fazer uma lição da Babbel” e isso já será um grande passo para você.

Parece mágica não é mesmo? Mas não é, pois é a forma como nosso cérebro funciona.

Nossa sugestão é que na primeira semana, quando você estiver experimentando a sua nova fórmula, você a escreva em algum lugar visível no mesmo contexto em que suas âncoras acontecem (seja criativo – por exemplo, utilize batom para escrever no espelho do banheiro “depois de escovar os meus dentes, vou visitar a página da Babbel”). Logo, você não precisará mais de lembretes – se a âncora e o novo comportamento funcionar para você.

Esta técnica não deve funcionar para todo mundo, mas vale a pena tentar e além disso não custa nada. Quem sabe, funcionará para você!

Traduzido do inglês por Camila Nobiling Urbanz.

 

Comments

OK!

Vou praticar, obrigado.

Estou amando aprender Turco. Sempre vejo vídeos dos gêmeos trocando de idiomas tão naturalmente, e isso me motiva mais ainda. Obrigado Babbel!

Bom dia obrigado pelo vosso concelho vo esprementar criar uma âncora premi obrigado a todos conselheiro da babel eu só não esto na babel porq não sei como faser os bagamentos.

Olá Frederico,
Agradecemos pelo seu comentário. Por favor, entre em contato direto com support@babbel.com para que nossa equipe de atendimento possa ajudá-lo.

Sou estudante de Türk há 2 meses mas, comecei a fazer o Babbel experimental. Já sigo essas dicas e realmente funciona. Automaticamente quando acordo estudo de 2 a 3 horas o idioma… Hj estudei por 6 horas seguidas… Estou amando… Escuto músicas, estudos os costumes e prático escrita e fala. Tenho um Facebook onde tenho amizades com turcos e falo com eles diariamente.?

Muito legal! Vou tentar pôr em prática!

Obrigada, pessoal, pelo excelente conteúdo!

Adorei e vou praticar.

Esta dica com certeza irá me ajudar

Paguei o curso de frances, fiz as aulas por 2 ou 3 dias e depois perdi o conteudo do curso e nao pude mais dar continuidade. Que site devo acessar para poder continuar as licoes? Estou sem poder desfrutar o que paguei. E agora?????

Olá Fabio,
Agradecemos pelo seu comentário. Por favor, entre em contato direto com support@babbel.com para que nossa equipe de atendimento possa ajudá-lo.

Vou tentar, quem sabe consigo!

Obrigada pelas dicas, mas já estou fazendo isso.

Estou aplicando e realmente funciona ! Vale a dica !

Muito bom! Tenho que agradecer e fazer acontecer.

Muito obrigada , pois pequenos hábitos são capazes de mudar as nossas vidas. Estava precisando de um incentivo , boa sorte para todos nós .

Vou tentar aplicar esta dica.
Obrigada!

Muito obrigada pela orientaçao! Adoro o estimulo.Fico muito Feliz

Bem legal!

Vou começar a incorporar esse hábito na minha vida. Muito boa dica!

Gostei da motivação pra estudar idiomas.

Boa dica, tentarei usa-la.
Tenho dificuldade de fixar o aprendizado, gostaria de sugestão. Quando passo algum tempo sem estudar, tenho de começar tudo novamente.

Na verdade é só questão de nos mentalizarmos.

Muito bom, obrigada, agora a trabalhar

Estou mesmo precisando muito de um incentivo. Fatos ocorreram que me deixaram sem ânimo, quero retornar e avançar.
Muito boa dica e pretendo colocá-la em prática.

Gostei muito do post!

Obrigada pelas dicas e incentivo.a correria do dia a dia nos faz esquecer .

Agradeço pelo incentivo.

Vou dedicar-me com mais empenho pois pretendo mesmo ser fluente em francês.
abraços,

Òtimas dicas.

reforçei mais a idéia com esta sugestão, porque estou aplicando desse jeito mesmo, estava em uma zona de conforto e não achava tempo de estudar.
Obrigado por esta e outras dicas que vocês nos enviam

Sim, muito legal

Otima dica.

muito bom. deveria ter mais dicas como usar o nosso cerebro para isso.

As dicas são excelentes!

gracias pelas dicas

Leave a Reply