The Babbel Blog

language learning in the digital age

Espanhol para surfistas: A aventura de um usuário da Babbel pela América Latina

Posted on abril 16, 2019 by

Christian Reiher (34) é um matemático que mora em Berlim – e que adora surfar. Desde que começou a surfar na adolescência na Inglaterra, ele se tornou fã do esporte. É possível encontrar Christian em seu clube de surfe em Berlim, o Surfer’s Connection Berlin, ou em uma das várias locações de surfe ao redor do mundo. Recentemente, ele passou alguns meses curtindo as ondas da América Sul. Antes da viagem, um colega do clube de surfe o recomendou a Babbel. Assim, usando o aplicativo antes e durante a viagem, ele aprendeu espanhol!

Christian passou a maior parte do tempo na Costa Rica e na Nicarágua, os melhores lugares para surfar. “No começo, tinha um plano, mas acabei o descartando”, ele revela sobre a viagem. Ele decidiu viajar espontaneamente — passando pelo Equador, Peru, Colômbia e Bolívia como surfista, instrutor de surfe e, às vezes, só como mochileiro.

Christian começou a estudar espanhol antes da viagem, não apenas porque ele sabia que precisaria de espanhol para se virar, mas também porque poderia aprender de verdade e se tornar fluente rapidamente. “Acho uma pena que muita gente vá a outros países sem estudar o idioma”, Christian diz. “Você perde tantas possibilidades e experiências quando não fala pelo menos algumas palavras na língua local”. Ele fez dois cursos para iniciantes na faculdade e continuou os estudos com a Babbel.

“Aprender idiomas não é fácil para mim”, Christian explica. “Aprender novas palavras pode ser difícil” e aprender um idioma naturalmente depende da situação e é bem diferente de um curso de idiomas. No início da viagem, entender a fala rápida dos habitantes foi um grande desafio. Nesse sentido, Christian achou que a Babbel o ajudou bastante. Você sempre está com o celular para ver mapas e escutar música, da mesma forma, você pode usar a Babbel como suporte para ajudar a entender conversas cotidianas.

Quando ele mais gosta de usar a Babbel? Durante longas viagens de trem de um destino ao outro. “Para mim, ajudou muito que a Babbel treinasse todas as habilidades necessárias: ler, escrever e falar”, Christian explica. “Usava o aplicativo sempre que queria aprender algo de modo estruturado, como dizer as horas, ou para expandir meu vocabulário”.

Apesar de Christian não se considerar um ótimo estudante de idioma, ele se virou bem nos países de língua espanhola por onde viajou. Ele tem um truque super fácil: ele se esforça para falar. É possível se expressar até mesmo com um vocabulário relativamente limitado – e os falantes nativos adoram quando as pessoas fazem um esforço para falar o idioma deles. Um vocabulário simples, como mostrar, salir/partir, já ajuda na orientação do dia a dia, por exemplo: “¿Puedes mostrarme la habitación?”.

As competências comunicativas de Christian só cresceram. Em dado momento, ele viajou com oito pessoas em um miniônibus. Durante a jornada, passou a conhecer a pessoa sentada ao seu lado e eles começaram a conversar. Christian se animou com quanto o homem compartilhou com ele – sobre seu trabalho em construção civil, sobre sua filha pequena que adora dançar e sobre os perigos do vírus Chikungunya. “Para mim, foi uma pequena vitória”, ele afirma – porque, naquele momento, ficou claro que ele conseguia manter uma conversa de horas em espanhol.