The Babbel Blog

language learning in the digital age

Histórias do Dia de São Valentim na Europa

Posted on February 13, 2015 by

histórias-do-Dia-de-São-Valentim

O Dia de São Valentim é o dia em que se celebra a união amorosa e, em alguns lugares, também a amizade. Neste dia, é comum a troca de cartões e de presentes. O Dia de São Valentim é comemorado em 14 de fevereiro. Já no Brasil, este dia corresponde ao Dia dos Namorados, que e é comemorado em 12 de junho, véspera do Dia de Santo Antônio, que  também é conhecido como “Santo Casamenteiro”. Conheça um pouco sobre o Dia de São Valentim e suas tradições pela Europa!

Dia de São Valentim: dia do amor. Todo dia deveria ser dia do amor, mas ter um único dia no ano dedicado ao amor, faz dele mais especial. Neste dia milhões de pessoas no mundo inteiro declaram seu amor por alguém. Apesar dos rumores de que floriculturas e confeiteiros inventaram este dia só para aumentar suas vendas (Você sabia que este é o único dia do ano, em que homens compram mais flores do que as mulheres?), a tradição do Dia de São Valentim tem, na verdade, centenas de anos e tem origem na festa de São Valentim, o santo protetor dos casamentos felizes e do amor. A seguir, temos algumas histórias interessantes do dia de São Valentim em diferentes países da Europa…

 

Itália

histórias-do-Dia-de-São-Valentim

Esta história provém de um dos países mais românticos do mundo: a Itália. Os romanos costumavam devotar seus deuses em 15 de fevereiro e lhes pediam proteção para suas colheitas e seus gados, assim como prosperidade e fertilidade. Na noite de véspera – hoje, dia de São Valentim – homens e mulheres costumavam colocar seus nomes em uma jarra e uma criança tirava dois nomes ao acaso e definia, assim, um casal. Então, eles festejariamjuntos, cantando e dançando e viveriam juntos durante um ano. No ano de 496 depois de Cristo, o Papa Gelasius I. aboliu este rito pagão e o substituiu por um dia de homenagem ao santo Valentim.

 

Inglaterra

histórias-do-Dia-de-São-Valentim

No início do século XVIII havia na Inglaterra um costume muito popular: na noite de véspera de São Valentim, as mulheres umedeciam cinco folhas de louro com água de rosas e as colocavam no travesseiro. Uma das folhas era presa no meio do travesseiro e as outras, cada uma em uma ponta. Antes de dormir, elas recitavam a seguinte oração: “Querido Valentim, seja bondoso comigo; permita-me ver meu amor verdadeiro em meus sonhos”. Se a simpatia funcionasse, as mulheres viam seus futuros maridos em seus sonhos. Isso, sim, são “bons sonhos”, não é mesmo?

 

França

histórias-do-Dia-de-São-Valentim

Uma tradição bastante incomum (e também um pouco maldosa) do dia de São Valentim acontecia na França, a “Loterie d’amour” ou loteria do amor. Homens e mulheres solteiros se amontoavam em duas casas, uma de frente para a outra, e chamavam alternadamente, por um nome pelas janelas até que todos tivessem um parceiro. Os homens que não estivessem satisfeitos com suas escolhidas, podiam simplesmente deixá-las por outra. Terminada a formação de pares, as mulheres que sobravam, faziam uma enorme fogueira e queimavam as fotos dos homens que as rejeitaram. Esta prática saiu totalmente do controle a ponto do governo francês ser forçado a proibi-la.

 

Alemanha

histórias-do-Dia-de-São-Valentim

O Dia de São Valentim está se tornando cada vez mais popular na Alemanha, porém ele ainda não é tão comercial quanto em outras partes do mundo. Na verdade, o Dia de São Valentim foi levado à Alemanha pelos soldados americanos após a Segunda Guerra Mundial. Havia maneira melhor de conquistar uma bela “Fräulein” alemã? O primeiro baile do dia de São Valentim aconteceu em 1950 e desde então, os apaixonados vêm trocando flores, chocolates ou presentes em forma de coração no dia 14 de fevereiro. Você acha que flores e chocolate não são presentes originais? Então, seja criativo ou criativa e presenteie seu amor com um porco ( não um de verdade)! Na Alemanha, o porco simboliza sorte, mas um ato romântico como este pode ser um “tiro pela culatra” em outros países – a reação do seu amor, ao receber um porco de chocolate, pode ser muito diferente da esperada.

 

Polônia

histórias-do-Dia-de-São-Valentim

Muitos poloneses fazem uma peregrinação romântica a Chelmno, uma pequena cidade cerca de 50 km ao Noroeste de Lodz, às margens do rio Vístula. Ela também é conhecida como “a cidade dos apaixonados”. Por quê? Uma pequena igreja paroquial começou a expor lá há pouco tempo uma relíquia, que supostamente pertencia a São Valentim. A relíquia, um pequeno fragmento de crânio, é mantida em um relicário de prata do ano de 1630. Se é ou não verdade, isso não impede que as pessoas viajem a Chelmno para declarar seu amor ao parceiro ou à parceira. Afinal de contas, isso é o que realmente importa, não é verdade?

Comments

Efetuei pagamento para curso de francês e não sei por que quando vou fazer minha aula estão pedindo novo pagamento

Leave a Reply