The Babbel Blog

language learning in the digital age

Retrato do usuário: Aldo de Trieste

Posted on novembro 26, 2014 by

Retrato do usuário: Aldo de Trieste
Nós estamos lançando uma série de retratos de usuários da Babbel de diferentes lugares do mundo. Se você quiser dividir a sua história conosco, por favor, deixe um comentário abaixo. Este mês falamos com Aldo, um aposentado de 70 anos originário da Itália que tem energia para dar e vender, além de muita motivação para diversas atividades. Canoagem pela manhã, partidas de xadrez à tarde e agora um novo objetivo: aprender inglês.

 
Eu nasci de Gorizia, mas eu vivo em Trieste, para onde eu e minha mulher nos mudamos por causa do meu emprego. Depois de 35 anos trabalhando, estou agora aposentado mas, de maneira alguma, entendiado.
Meu dia começa às 6:00h, quando eu faço canoagem para me manter em forma. Aproximadamente um ano atrás eu comecei a jogar xadrez. Eu ainda não sou muito bom, mas eu gosto de participar das partidas que acontecem à tarde.
Tenho dois filhos, Federica, que vive e trabalha em Trieste e Luca que vive e trabalha em Londres. Foi por causa do meu filho que decidi aprender inglês – eu queria poder me comunicar com as pessoas quando o visitasse na Inglaterra.
Para falar a verdade, eu fiz isso por mim mesmo. Sei que, de certa forma, é mais difícil aprender coisas na minha idade – o cérebro já não é tão elástico.  E foi exatamente por isso que fiquei muito feliz quando percebi que estava, realmente, aprendendo novas palavras e começando a formar frases. Eu percebi que estava progredindo, aprendendo e isso me deu uma satisfação incrível.
Mas não me entenda mal, eu não tenho a pretensão de me tornar bilíngue! Ficarei feliz se conseguir falar algo, se conseguir descrever um dia típico na minha vida [e ele muda para o inglês]: My name is Aldo, I was born in 1944 in Gorizia, near Trieste. I wake up at six and I go canoeing (Meu nome é Aldo, eu nasci em 1944 em Gorizia, perto de Trieste. Eu acordo às seis e vou praticar canoagem).
É claro que não é a mesma coisa todos os dias. Eu tenho meus altos e baixos, mas quando deixo de praticar inglês por um dia, me sinto mal comigo mesmo. Nãoque eu tenha a sensação de estar cumprindo uma obrigação, pois… eu somente faço isso quando e se estou me sentindo bem. Felizmente não tenho que bater cartão! (risos)
Um tempo atrás, eu percebi uma coisa: se faço os meus exercícios de inglês pela manhã, além de algumas lições da Babbel e vou para os meus jogos de xadrez no período da tarde, tenho a impressão de jogar melhor. Tenho a sensação de que minha mente fica mais alerta, como se tivesse sido ligada, e me sinto mais preparado para lidar com as partidas e as jogadas.
Além disso, eu acho que os cursos da Babbel são realmente muito bem feitos. Há uma grande variedade de tópicos e exercícios – vocabulário, exercícios de gramática, diálogos para viagem, além de palavras e frases. Você pode encontrar praticamente qualquer coisa. A única coisa que me faz falta é ter alguém para falar, um parceiro de idiomas no meu nível de de conhecimento com quem eu possa praticar.
Apesar disso, posso dizer que estou muito feliz e que me mantenho ocupado durante o dia todo. E isso deixa uma outra pessoa mais feliz ainda: minha esposa! Depois de quarenta anos de casados, você não sabe como ela fica feliz em não me ter em casa o dia inteiro!
 
Você gostou da história do Aldo? Você quer nos contar a sua? Deixe um comentário abaixo e nos conte porque você decidiu aprender um novo idioma!